segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

F#590

Com estes olhos,
que sao lentes,
desfocadas,
vejo.

Uma realidade estranha,
a qual nao me habituo.



Mas,
essas lentes,
desfocadas,
filtram.


E essa realidade estranha,
a qual nao me habituo,
desvance...

E o que vejo entao?

Uma realidade desfocada,
por lentes que nao controlo,
processada,
e ja filtrada.

Dessa nao gosto, nao quero,
mas vejo.


E aos poucos habituo-me,e
no fundo,
e mesmo essa que desejo...

Fura





1 comentário:

bruno barros disse...

Fura és demasiado descritivo na tua forma de escreveres, o que te torna muito especial!! Continua assim!!