quinta-feira, 28 de março de 2013

terça-feira, 26 de março de 2013

F#637



"É o palco do tempo

Sem tempo a mais

São voltas às voltas

Por querer sempre mais




É um verso atrás

Um degrau que não viu

São curvas as rectas

Num final não vazio





É o palco do tempo

Sobre o tempo a mais

São voltas à espera

Que não vivendo mais"






Noiserv






segunda-feira, 25 de março de 2013

domingo, 24 de março de 2013

sábado, 23 de março de 2013

F#634

"Don't let go, just breathe slow
So hold on, it will pass
Don't give up, don't let go
Grey clouds, they'll, they'll break up"




sexta-feira, 22 de março de 2013

quinta-feira, 21 de março de 2013

terça-feira, 19 de março de 2013

F#632



Porque hoje (devia ser sempre) o dia e dele....




"Somewhere down the road, you're gonna find a place
It seems so far, but it never is
You won't need to stay, but you might lose your strength
On the way

Sometimes you may feel you're the only one
Cos all the things you thought were safe, now they're gone
But you won't be alone, I'll be here to carry you along
Watching you 'til all your work is done

When you find your heart, you'd better run with it
Cos when she comes along, she could be breaking it
No there's nothing wrong, you're learning to be strong
Don't look back
She may soon be gone, no don't look back
She's not the only one, remember that

If your heart is beating fast, then you know she's right
If you don't know what to say, well, that's all right
You don't know what to do?
Remember she is just as scared as you

Don't be shy, even when it hurts to say
Remember, you're gonna get hurt someday, anyway
Then you must lift your head, keep it there
Remember what I said
I'll always be with you don't forget
Just look over your shoulder I'll be there.

If you look behind you, I will be there"





segunda-feira, 18 de março de 2013

domingo, 17 de março de 2013

y#547

"Did you ever dream
We'd miss the mornings in the sun
The playgrounds in the streets
The bliss of slumberland
Boy, we are family
No matter what they say
But boys are meant to flee
And run away one day

The golden age is over..."

sábado, 16 de março de 2013

F#631


Toca-me,
como ainda não sabes.

Mas queres, 
mas quero...

Faz-me sentir...
outra vez. 
Porque em silêncio, 
desespero...

Sinto a falta de (te) sentir. 



Fazes?


Ou peço muito? 







sexta-feira, 15 de março de 2013

y#546

"If you leave,
When I go...
You'll find me,
in the shallows.

Lying on my back,
Lying on my back,
watching stars collide."

quarta-feira, 13 de março de 2013

terça-feira, 12 de março de 2013

F#629

"Cantico Negro"

Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...

A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre a minha mãe

Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...

Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?

Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...

Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!



José Régio




segunda-feira, 11 de março de 2013

F#628


1. Fuya



(foo-yuh) adv. An emphatic yes or affirmative. Short for fuck yeah.

Hey George - you wanna go to the Spearmint Rhino?

Fuya!




domingo, 10 de março de 2013

F#627

Different shit,

on a different day!



F#626


Home

From Wikipedia, the free encyclopedia









A home is a place of residence or refuge.[1] When it refers to a building, it is usually a place in which an individual or a family can live and store personal property. It is generally a place to provide safety and is used as a center from which people or animals base their daily activities. Most modern-day households contain sanitary facilities and a means of preparing food. Animals have their own homes as well, either living in the wild or shared with humans in a domesticated environment.Home might have a Sanskrit aham (self) or akam (self) in Tamil as its etymology.


Home is also used to refer to the geographical area (whether it be a suburb, town, city or country) in which a person grew up or feels they belong, or it can refer to the native habitat of a wild animal. There are cultures in which homes are mobile such as nomadicpeoples. Sometimes, as an alternative to the definition of home as a physical locale ("Home is where you hang your hat"[2]), home may be perceived to have no physical location, instead, home may relate instead to a mental or emotional state of refuge or comfort. Popular sayings along these lines are "Home is where the heart is"[3] or "You can never go home again".







Since it can be said that humans are generally creatures of habit, the state of a person's home has been known to physiologically influence their behavior, emotions, and overall mental health.[7][unreliable source?] The loss of a home (due to whatever reason, be it through accident or natural disaster, repossession, or in the case of children simply the decision to move on the part of the parents) can be a valid cause of relocation.


Some people may become homesick when they leave their home over an extended period of time. Sometimes homesickness can cause a person to feel actual symptoms of illness.


It has been argued that psychologically "The strongest sense of home commonly coincides geographically with a dwelling. Usually the sense of home attenuates as one moves away from that point, but it does not do so in a fixed or regular way."[8] Furthermore, places like homes can trigger self-reflection, thoughts about who someone is or used to be or who they might become. These types of reflections also occur in places where there is a collective historical identity

sábado, 9 de março de 2013

y#543

MANTRA

A mantra is a sound, syllable, word, or group of words that is considered capable of "creating transformation" (cf. spiritual transformation). Its use and type varies according to the school and philosophy associated with the mantra.

y#542

Just Run and don't you dare to look back!

sexta-feira, 8 de março de 2013

segunda-feira, 4 de março de 2013

y#541

‎"In these hands I'll hide
While this world collides
It's not enough for me..."

J#31

Há uns tempos, em conversa com malta amiga, alguém se queixava de quão maus foram os anos 90 em termos de música. Não sou um tipo minimamente violento, mas um par de estalos não teria caído nada mal.

sábado, 2 de março de 2013

J#30

O primeiro álbum sai este mês e a visita a Estocolmo está marcada para Abril. Por agora há 2 EPs que são um regalo :) Fica aqui uma amostra.

Carlos, passam também pela Holanda em Abril (Amesterdão e Roterdão). Yuppi, provavelmente num dos festivais de verão.



J#29

Parece que vão re-editar esta pérola numa caixinha toda bonita. Está na moda tirar as relíquias do baú, juntar umas 2 ou 3 faixas novas e fazer mais uns trocos. Para mim um dos melhores e mais subvalorizados álbuns paridos em Seattle nos anos 90.

J#28

Sempre gostei da alta contagem de decibéis dos Mogwai, das camadas de barulho cuidadosamente empilhadas umas nas outras. Mas sabe bem ouvi-los baixinho. Portanto rapaziada, tenham "Les Revenants" a postos no leitor de mp3 e esperem por uma manhã solarenga. Garanto que não se vão arrepender! Já agora, alguém conhece a série?

J#27

J#26