quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

y#850



y#849

"When we have fought our wars
And we lay down our heads
After all my struggle
Where my journey ends
From all that I desired
To nothing I would keep
From all that I could fight for
To nothing I would need
I'm fading to black
Going into the dark
All I've build up will demolish to dust
Through all that I won nothing after you
Before you..."

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

F#1070


A ti,
e a essa força inspiradora que tens!



F#1069

"when its right it will find you"




F#1068

Com calma, menina...

Sem ansiedade. Afinal o caminho faz-se (mesmo) caminhando.

Portanto...
Vamos a isso.

Mas a olhar para o lado. Sem pressas.
A ver,
q apreciar a jornada.

As vezes a temer, mas se é para assim ser.
Seja.


Mas vamos com calma, sim?




G#54

domingo, 13 de novembro de 2016

F#1064

A nós!!


"This is my safe house in the hurricane
It is where my love lays 200 treasured bones
This is my warmth behind the cold war
That day is what I'm living for forever coming home".




sábado, 12 de novembro de 2016

G#52

A song pops up in my mind.
I haven't heard this in years.
Why haven't I? Why did my brain decide to bring it up right now?
Does it really matter? :)



quarta-feira, 9 de novembro de 2016

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

F#1059

Ja dizia o outro, tudo vale a pena se a alma nao e pequena.

E a tua e enorme!


E porque como outro ja disse (hoje em dia tudo o que vale a pena dizer ja foi dito...) a vida sem musica e um erro, aqui vai.

Para dancares e viajar enquanto ajudas a fazer o mundo girar!


Parabens, e obrigado por tudo!

Grande abraco!











F#1058



Parabens! Sao atrasados, mas sabes bem que sao sinceros!



Grande abraco!


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

y#846

"I don't want to say goodbye
Stars falling from the sky
We will all be judged
By what we leave behind
I don't want to say goodbye..."

y#845

"Through the winter night
In my darkest hour
You glow...
You glow in the darkness

Both my hands are numb
And my heart is frozen
You burn...
You burn like a fire"

F#1057

“The moment you doubt whether you can fly, you cease for ever to be able to do it.” 
― J.M. BarriePeter Pan





domingo, 9 de outubro de 2016

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

F#1055



“All perception is the result of electrical impulses in the brain - the world of the individual is tantamount to a highly advanced computer running and analyzing programs in its working memory.”



Kevin Michel, Moving Through Parallel Worlds To Achieve Your Dreams



sexta-feira, 16 de setembro de 2016

y#843

"Abrir a janela
Vozes a gritar
Quero acordar alguém
Ter a memória a correr atrás de mim
O mundo ainda não parou

Olhar para trás sem medo de morrer
Não perder o que quero lembrar
Deixar cair para onde vais
Coisas simples e reais"

y#842

"I am doing
No harm
As my world
Comes crashing down
I'm dancing
Freaking out
Deaf, dumb, and blind..."

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

F#1053

`
Where did you get your ideas from?

 the ideas? 
Oh I got a million dreams 
It's all I do is dream, 
all the time 


How long have you been playing the piano? 
No this isn't a piano, this is dreaming.`

F#1052


I think...



https://conorwalsh.bandcamp.com/track/one-swallow

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

F#1051

Aquele verão...


Em que nos sentamos a meio daquela subida a descansar! Depois de sei lá quanto tempo a vaguear sem sair do sitio...


Brilhante!


Fomos uns sortudos!



F#1050

Lindo...

terça-feira, 6 de setembro de 2016

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

terça-feira, 30 de agosto de 2016

y#840

"The rebirth of the Albini collaboration for 'Requiem For Hell' also coincided the birth of a close friend's first child, whose actual in utero heartbeat serves as the foundation for the aptly named 'Ely's Heartbeat' For MONO, it all felt so right, so inevitable."

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

sábado, 13 de agosto de 2016

G#49

"And the meteorite's just what causes the light
And the meteor's how it's perceived
And the meteoroid's a bone thrown from the void that lies quiet in offering to thee"


terça-feira, 9 de agosto de 2016

F#1048

Tenho quarenta janelas,
nas paredes do meu quarto,
sem vidros nem bambinelas,
posso ver através delas,
o mundo em que me reparto.


Por uma entra a luz do sol,
por outra a luz do luar,
por outra a luz das estrelas,
que andam no céu a rolar.


Por esta entra a Via Láctea,
como um vapor de algodão,
por aquela a luz dos homens,
pela outra a escuridão.

Pela maior entra o espanto,
pela menor a certeza,
pela da frente a beleza,
que inunda de canto a canto.


Pela quadrada entra a esperança,
de quatro lados iguais,
quatro arestas, quatro vértices,
quatro pontos cardeais.


Pela redonda entra o sonho,
que as vigias são redondas,
e o sonho afaga e embala,
à semelhança das ondas.


Por além entra a tristeza,
por aquela entra a saudade,
e o desejo, e a humildade,
e o silêncio, e a surpresa.


E o amor dos homens, e o tédio,
e o medo, e a melancolia,
e essa fome sem remédio,
a que se chama poesia.


E a inocência, e a bondade,
e a dor própria, e a dor alheia,
e a paixão que se incendeia,
e a viuvez, e a piedade.


E o grande pássaro branco,
e o grande pássaro negro,
que se olham obliquamente,
arrepiados de medo.


Todos os risos e choros,
todas as fomes e sedes,
tudo alonga a sua sombra,
nas minhas quatro paredes.


Oh janelas do meu quarto,
quem vos pudesse rasgar,
com tanta janela aberta,
falta-me a luz e o ar.

ANTÓNIO GEDEÃO


sexta-feira, 5 de agosto de 2016

y#837

"Our souls are lost.
Ceaselessly we seek the north
in the bewilderment of life.

Yet we won't find it
Unless we override our sea of troubles.

In the bosom of every woman,
two hearts beat.
For every drop of hope,
a gash in the abyss yawns hungrily.
For every hand that saves us,
another that smashes us down.

Our soul are lost.
We must sail north."

sexta-feira, 29 de julho de 2016

y#836

"No care, no care in the world
No care, no care
I don't care, I don't care anymore
I don't care, I don't care..."

quinta-feira, 14 de julho de 2016

F#1047

Uma Após Uma as Ondas Apressadas


Uma Após Uma
Uma após uma as ondas apressadas
Enrolam o seu verde movimento
E chiam a alva 'spuma
No moreno das praias.

Uma após uma as nuvens vagarosas
Rasgam o seu redondo movimento
E o sol aquece o 'spaço
Do ar entre as nuvens 'scassas.

Indiferente a mim e eu a ela,
A natureza deste dia calmo
Furta pouco ao meu senso
De se esvair o tempo.

Só uma vaga pena inconsequente
Pára um momento à porta da minha alma
E após fitar-me um pouco
Passa, a sorrir de nada.

Ricardo Reis, in "Odes"

quarta-feira, 29 de junho de 2016

F#1046

A ti Isa,

Ao teu sorriso.
E ao que puseste nele. O maior que alguma vez vi!

E que,
apesar de tudo,
ainda vejo.

Ao exemplo que me deram
e que,
ainda tento seguir.

Todos os dias,
sem excepcao!

A ti Isa.

Que agora orbitas,
infinitamente,
em vidas que,
infelizmente,
nunca te cheguei a dizer que mudaste.

Permanentemente.

A ti Isa!

E aos loucos como nos!
Porque aqueles que sao suficientemente loucos para mudar o mundo, sao os unicos capazes de o fazer!



segunda-feira, 20 de junho de 2016

F#1045

"It's either quite a master plan
Or just chemicals that help us understand
That when our hearts stop ticking
This is the end
And there's nothing past this"



segunda-feira, 23 de maio de 2016

F#1041

E eu,
mesmo assim,
encontrei-te.

Ou melhor,
encontraste-me!



y#835

"When the fire of sin met wildly my sin-hungry heart and soul,
The fool I was took in the vows that bound into the heat..."


quarta-feira, 11 de maio de 2016

domingo, 8 de maio de 2016

quinta-feira, 5 de maio de 2016

y#833

"I'm saved by nature
But it always forgets what I need
I hope you'll stop me before I'll build a world around me..."

F#1039


"Sinais dos tempos. Mas isso pode voltar a acontecer. Parece que não, mas o ano passado a minha ideia era essa. Mas as coisas já não são como eram antes, e muita coisa mudou...Se calhar já não há espaço para tudo o que tínhamos. E, se calhar, para voltar a ter uns lampejos do que eramos, temos mesmo que deixar ir, com tristeza é certo, algo que pensamos que nos era intrínseco..." Emoji smile



A ti, Salustiano,
companheiro de tantas batalhas perdidas.

Mas a guerra, essa, havemos de a ganhar,
meu caro!

E como iremos rir nesse dia!

Olhar para trás, de cabeça erguida,
e ver que aquilo que fomos é que nos fez!


Grande abraço,
esse,
eternamente adiado.

Até à proxima vez. Sempre tão tarde..



quarta-feira, 4 de maio de 2016

y#832

"How can I be substantial if I do not cast a shadow? I must have a dark side also If I am to be whole" ~C.G. Jung

segunda-feira, 2 de maio de 2016

y#831

Shroud

Shroud usually refers to an item, such as a cloth, that covers or protects some other object. The term is most often used in reference to burial sheets, mound shroud, grave clothes, winding-cloths or winding-sheets, such as the famous Shroud of Turin or Tachrichim (burial shrouds) that Jews are dressed in for burial.

domingo, 1 de maio de 2016

F#1038

Olá Mãe,


como estás?
Pelo que tenho visto ultimamente, parece-me que bem.
E ainda bem,
gosto de te ver assim, a sorrir.

Gostava que andasses mais, como te digo sempre que posso.

E que fumasses menos, ou não fumasses de todo. Porque tú consegues. Se eu consegui..e tú és mil vezes mais forte!

Mas ao menos vejo-te a sorrir mais vezes,
e isso faz me feliz. Mesmo...
E nos dias que correm preciso (outra vez) do teu sorriso.

Tenho chorado bastante sabes...às vezes correm me lagrimas pela face, mas por dentro,
choro um bocadinho todos os dias.

Claro que sabes,
tú sabes tudo.


Tenho andado triste...
apesar de saber que sou um felizardo.
Por ter tanto.
Por te ter a ti, ao pai, à mana...e agora à Raquel.

E isso faz-me pensar...será que tenho o direito de estar triste,
apesar de tudo o que tenho?

Mas ando. Mas depois penso. Ao menos ando cá!
E tú também!
E isso faz-me sorrir.


Desculpa me todas as vezes que não te tratei como devia...e foram tantas.
Espero sinceramente ter tempo de me poder redimir. E de que possas ter orgulho em me chamares de filho.

Eu sei que hoje eu devia escrever algo alegre a exultar o facto de seres minha mãe. Mas acho que já sabes há muito tempo que eu sou um bocadinho diferente das outras pessoas. E bem sei que isso nunca foi fácil para ti.


Por isso escrevo o que me vai na alma. Que é a minha maneira de te dizer que te amo. Porque só àqueles que amamos, mostramos realmente quem somos não é?

E vai tanta coisa mãe...tanta coisa...


Mas é graças a ti que as tenho.


Obrigado Mãe.

Por tudo!



terça-feira, 26 de abril de 2016

y#830

Hiraeth

Hiraeth, pronounced [hɨraɪ̯θ], is a Welsh word that has no direct English translation. The University of Wales, Lampeter attempts to define it as homesickness tinged with grief or sadness over the lost or departed. It is a mix of longing, yearning, nostalgia, wistfulness, or an earnest desire for the Wales of the past.

Oxford and Merriam Webster define Hiraeth as: (noun) "a homesickness for a home you cannot return to, or that never was".

Hiraeth bears considerable similarities with the Portuguese concept of saudade (a key theme in Fado music), Brazilian Portuguese banzo (more related to homesickness), Galician morriña, Romanian dor, Ethiopian tizita.



sexta-feira, 22 de abril de 2016

y#829

Solstice

A solstice is an astronomical event that occurs twice each year (in June and December) as the Sun reaches its highest or lowest excursion relative to the celestial equator on the celestial sphere.

y#828

"We were at the table by the window with the view,
Casting shadows the sun was pushing through
Spoke a lot of words I don't know if I spoke the truth

Got so much to lose,
Got so much to prove,
God, don't let me lose my mind..."

terça-feira, 19 de abril de 2016

F#1035


"A change in pressure at any point in an enclosed fluid at rest is transmitted undiminished to all points in the fluid"


Blaise Pascal


F#1034

Note to self:

"Never Give Up!"



sexta-feira, 15 de abril de 2016

F#1033

Que saudades,
de ter os olhos molhados,
a picar,
da água salgada...


Hoje estão secos.

Mas os outros,
os da alma,
choram.

E implora,
salgada,
que essa imagem
nunca seja apagada.




sábado, 12 de março de 2016

F#1028

..e eis que chegas a um ponto em que casa é muito mais que um lugar.

É um estado de espírito que atinges quando estás com alguém num sítio que te faz sentir bem.



quinta-feira, 10 de março de 2016

F#1027

3 anos!

Ja passou tanto tempo que foi preciso ela lembrar-me!


"And I'll walk through dangers
I'll dance with strangers
But they will never understand
We'll never be defenseless
We'll win this war against them
Don't you doubt this, yeah I'm sure we can
And who cares if they never understand
And I love you 'cause you know who I am"



sábado, 5 de março de 2016

F#1025

Hoje não caminho sozinho.
E a viagem faz-se melhor.

Posso
finalmente
abrir os olhos
E,
sem medo,
ver os demónios que vivi.


Mas eles não se apagam.
Eles ficam.

E sem falar,
indistintos,
escondidos na escuridão que fui,
mostram-nos por onde ir.

E eles vêm comigo,
connosco.

E eles atrasam-nos,
bem sei...

Mas o peso vai-se,
enquanto vamos, 
prometo! (?).


Porque hoje a viagem faz-se ao sol.
O nosso!

Volto-me e vejo-me de novo.

-A minha sombra voltou! 

E tu sorris, antes de irmos, 
para onde eles não podem ir. 



quinta-feira, 3 de março de 2016

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

y#826

"Music has its own internal logic. It is like the logic of a dream, clear in its own terms but not necessarily in everyday terms.
Sometimes it expresses something you can describe in words, but not always." ~Tamás Vásáry



domingo, 28 de fevereiro de 2016

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

y#825

What do you desire? What makes you itch? What sort of a situation would you like?

Let’s suppose, I do this often in vocational guidance of students, they come to me and say, well, "we’re getting out of college and we have the faintest idea what we want to do". So I always ask the question, "what would you like to do if money were no object? How would you really enjoy spending your life?"

Well, it’s so amazing as a result of our kind of educational system, crowds of students say well, we’d like to be painters, we’d like to be poets, we’d like to be writers, but as everybody knows you can’t earn any money that way. Or another person says well, I’d like to live an out-of-doors life and ride horses. I said you want to teach in a riding school? Let’s go through with it. What do you want to do?

When we finally got down to something, which the individual says he really wants to do, I will say to him, you do that and forget the money, because, if you say that getting the money is the most important thing, you will spend your life completely wasting your time. You’ll be doing things you don’t like doing in order to go on living, that is to go on doing things you don’t like doing, which is stupid. Better to have a short life that is full of what you like doing than a long life spent in a miserable way.

And after all, if you do really like what you’re doing, it doesn’t matter what it is, you can eventually turn it – you could eventually become a master of it. It’s the only way to become a master of something, to be really with it. And then you’ll be able to get a good fee for whatever it is. So don’t worry too much.

That’s everybody is – somebody is interested in everything, anything you can be interested in, you will find others will. But it’s absolutely stupid to spend your time doing things you don’t like, in order to go on spending things you don’t like, doing things you don’t like and to teach our children to follow in the same track.

See what we are doing, is we’re bringing up children and educating to live the same sort of lifes we are living. In order that they may justify themselves and find satisfaction in life by bringing up their children to bring up their children to do the same thing, so it’s all retch, and no vomit it never gets there.

And so, therefore, it’s so important
to consider this question: What do I desire?

~Alan Watts

domingo, 31 de janeiro de 2016

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

G#44

We embraced the cold
Shrouded by dawn
The morning frost
Wind on our faces...

F#1010

No escuro,
de mao dada, 
a ouvir aquelas luzes magicas.

Ali, 
no quente daquela escuridao,
intermitente, 
trouxeste-me a inocencia de volta.


E como precisavamos dela outra vez...




y#824

"And I will carry your death
And I will speak your final words
I will draw your final breath
So that it will be heard..."

domingo, 17 de janeiro de 2016

F#1005

ESNS 2016

#10

Kin



F#1004

ESNS 2016

#9

Aosoon


F#1003

ESNS 2016

#8

Colm Mac Con Iomaire


F#1002

ESNS 2016

#7

HVOB




F#1001

ESNS 2016

#6

North to the Night





F#1000

ESNS 2016

#5

Chantal Acda



F#999

ESNS 2016

#4

Go March





F#998

ESNS 2016

#3

Cut_


F#997

ESNS 2016

#2

Grandbrothers


F#996

ESNS 2016

#1

Oaktree



quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

F#995

We can easily forgive a child who is afraid of the dark;

 the real tragedy of life is when men are afraid of the light.




terça-feira, 5 de janeiro de 2016

y#823

"I'm lost, I'm a ghost
Dispossessed, taken host
My hunger burns a bullet hole
A spectre of my mortal soul..."